Horário de funcionamento: 8:00-18:00 Seg-Sex

Você sabia que a obesidade é considerada um dos problemas de saúde pública mais importantes do mundo? E isso se deve ao fato do excesso de peso não prejudicar apenas a estética e autoestima das pessoas mas também por ser um fator determinante quando falamos em risco para doenças mais graves.

Uma pessoa é classificada como obesa quando o seu índice de massa corporal (IMC) é superior a 30 kg/m2, e com excesso de peso quando o seu IMC é superior a 25–30 kg/m2.

Para você entender melhor a relação da obesidade x cirurgia plástica, já que esse é o tema proposto pelo post… primeiro, você precisa saber que a lipoaspiração e a abdominoplastia não são cirurgias de emagrecimento mas sim de modelagem e retirada do excesso de flacidez, ou seja, para que esses procedimentos tenham um bom resultado, o paciente com sobrepeso vão precisar chegar próximo ao seu peso ideal e para isso as indicações são: dietas recomendadas por nutricionistas e exercícios físicos frequentes e nos casos mais extremos de obesidade, onde já se está com problemas de saúde e precisa-se perder muitos quilos, uma opção é a cirurgia bariátrica.

No caso de outras plásticas, que não são direcionadas para redução de flacidez, ou seja para o processo de esculpir o corpo, a obesidade não impede a realização da cirurgia plástica mas torna-se um grande fator de risco que pode e deve ser evitado.

Lembre-se que a cirurgia plástica é a cereja do bolo da mudança de vida das pacientes e não a receita completa!

Deixe um comentário

makeup